unitri

Filtrar Por:

< Voltar

Clippings - 03/09/09

Senado autoriza empréstimo de R$ 11,7 bi para 4 submarinos

O governo pediu e o Senado autorizou ontem a contratação de empréstimo de 4,32 bilhões de euros (R$ 11,65 bilhões) que será destinado, entre outras coisas, à construção de quatro submarinos no Brasil.

O governo irá assinar contrato com a França no dia 7 de Setembro para a compra de quatro submarinos convencionais (diesel-elétricos) Scorpene, a construção de uma base e um estaleiro em Itaguaí (RJ) e a transferência de tecnologia de casco e cibernética para a execução de um submarino de propulsão nuclear brasileiro.

O plenário do Senado também aprovou outro empréstimo, no valor de 1,76 bilhão de euros (R$ 4,75 bilhões) para a compra de 50 helicópteros de médio porte para uso das Forças Armadas.

Os projetos foram encaminhados ao Senado na última quarta-feira e aprovados em tempo recorde: apenas dois dias. Anteontem, foram votados na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) e ontem no plenário. Como é assunto privativo do Senado, o texto não segue para a Câmara.

As aeronaves serão compradas do consórcio Helibras e Eurocopter, entre 2010 e 2016. O comando da Aeronáutica ficará com 18 unidades e os do Exército e Marinha 16 cada. Os recursos para a compra dos submarinos virão de um consórcio de bancos, formado por BNP Paribas, Société Générale, Calyon, Credit Industriel et Commercial, Natixis e Santander, e serão destinados ao Prosub (Programa de Desenvolvimento de Submarinos da Marinha).

A aprovação dos dois projetos se deu sem discussão no plenário. Poucos senadores estavam no local na hora da votação, que não exigia quorum qualificado.

Caças
Em entrevista à TV 5, rede pública de televisão da França, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou que os franceses estão no páreo para vender 36 caças Dassault Rafale à Força Aérea Brasileira, um negócio que pode ultrapassar os R$ 5 bilhões. Mas disse que o acerto está condicionado à produção de partes dos aviões pelo Brasil. Não podemos comprar um caça que a gente não detenha a tecnologia, até porque sonhamos em produzir partes desse avião, disse Lula.

Domingo, o presidente da França, Nicholas Sarkozy, se reunirá com Lula para tratar de negócios. No dia seguinte, 7 de setembro, além de assinar os contratos dos submarinos, ele assistirá às comemorações do Dia da Pátria. (Folha de S. Paulo – 3/9/2009)